Você está em › InícioBibliotecaNutriçãoChocolates, devemos excluir da dieta?

Chocolates, devemos excluir da dieta?

Trinta gramas de chocolate sólido contém cerca de 150 calorias e 2 a 3g de proteína. Os doces e os chocolates contém grande quantidade de açúcares simples, estes fornecem energia rápida ao organismo, porque são facilmente tranformados em glicose.

Além disso, os doces e chocolates, em geral, são ricos em gordura, o que confere alto valor calórico, tornando estes alimentos o grande terror das dietas. Mas, este consumo pode ser saudável, já que o chocolate possui propriedades funcionais, podendo auxiliar para o bom estado da saúde.

Por isso, não devemos excluir o chocolate da dieta, mas consumí-los com moderação em situações especiais, como almoços e jantares especiais, finais de semana, ou mesmo como complemento de refeição quando há muito gasto calórico durante o dia, como o caso de desportistas, por exemplo.

 

Alguns benefícios e inconvenientes do chocolate:

 

- É um alimento rico em carboidratos de rápida absorção, excelente para a recuperação muscular pós exercício. Porém é calórico e pode ser rico em gorduras, o consumo exagerado pode ser prejudicial para o desempenho do atleta ou esportista

- Comer chocolate melhora o humor de algumas pessoas por aumentar a liberação de serotonina, um neurotransmissor que promove a sensação de bem estar. Porém, na maioria das vezes doces e chocolates não apresentam quantidades significativas de vitaminas e minerais.
-  Doces e chocolates agregam prazer à refeição, e podem fazer parte de uma dieta saudável, desde que consumido com moderação (no máximo 30 g por dia). Mas é importante saber que o consumo excessivo e regular pode diminuir o apetite para o consumo de alimentos mais saudáveis.

 

 

Karen Akemi Semprebom

Nutricionista Slife


‹ Consulte outros artigos disponiveis na nossa biblioteca
  

Clique para falar no chat geral
Caso o PT esteja offline, envie-nos um email para info@slife.pt